A voz a ser ouvida

A voz a ser ouvida

Onde está a salvação?

     A humanidade é como um rebanho a caminho. Para onde vai? As respostas divergem. Uns dizem que vai para para uma continuação desta vida. Outros dizem que vai para uma vida melhor. Existem vozes divergentes anunciando a mesma felicidade, a mesma salvação. E há vozes dizendo que não há salvação, mas, simplesmente um fim de tudo. A qual voz escutar?

Dar a vida.  Parece que há um diferencial: a atitude daquele que fala. A voz que prega sua verdade, garante com a vida o que ensina?  “Disse Jesus: Eu sou o bom pastor. O bom pastor expõe a sua vida pelas ovelhas” (Jo 10,11). De fato, Ele deu a vida pelas ovelhas que ouvem sua voz.  Entretanto, nem todos os que anunciam verdades diferentes daquelas de Jesus selam com a vida a doutrina que pregam. Confirmam com a ressurreição? Certamente não. Este é um grande diferencial. O que o Bom Pastor ensinou ele comprovou. Por isso, nós, cristãos afirmamos que “em nenhum outro há salvação, porque debaixo do céu nenhum outro nome foi dado aos homens, pelo qual devamos ser salvos” (At 4,12). Nenhum outro. A voz do Bom Pastor nos dá a segurança que precisamos.

Jesus. “Ficai sabendo todos vós e todo o povo de Israel: foi em nome de Jesus Cristo Nazareno, que vós crucificastes, mas que Deus ressuscitou dos mortos” (At 4,10). Não há, pois, salvação fora do nome de Jesus. Não adianta procurar algo fora do que ele disse que é necessário para haver salvação. Mas, o ser humano procura dar mais atenção a determinado autor de livro, a algum cientista, a algum formador de opinião, do que à voz do Bom Pastor. Eles falam coisas que parecem mais atraentes, ainda que contradigam a voz do Bom Pastor. Até tiram proveito financeiro da boa fé de seus ouvintes. “O mercenário, porém, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, quando vê que o lobo vem vindo, abandona as ovelhas e foge; o lobo rouba e dispersa as ovelhas” (Jo 10,12). Por outro lado, as ovelhas de Jesus não se dispersam. Ficam congregadas em nome de Jesus.

Pedra angular.  Na construção do edifício da felicidade as pessoas podem se basear no mais diversos princípios. Tanto que os princípio ensinados pelo Mestre não foram ouvidos pela maioria de seu tempo e de hoje. “Esse Jesus, pedra que foi desprezada por vós, edificadores, tornou-se a pedra angular” (At 4,11). Ele mostrou, pela ressurreição que o que ele ensinou estava certo. Este é o fato. Tornou-se a pedra angular para quem deseja edificar sua vida de modo a a alcançar a felicidade. As ovelhas que se desgarram  do seu rebanho, correndo atrás de outras vozes, correm risco. Contudo o Bom Pastor não desiste delas. Ele é bom. “Preciso conduzi-las também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor” (Jo 10,16). Bem dito:  “ouvindo sua voz”, haverá um só rebanho e um só pastor. Do contrário, haverá muitos rebanhos, de muitos pastores, e muitos se perderão. A qual pastor mais escutamos? Sobre qual pedra estamos construindo nossa felicidade?

Como seremos.  Todos caminhamos para uma direção: o ocaso da vida terrena. É inexorável. Entretanto, o que haverá depois deste fim? Para muitos, nada; para o cristão autêntico, tudo. Ele confia no que São João disse: “Caríssimos, desde agora somos filhos de Deus, mas não se manifestou ainda o que havemos de ser. Sabemos que, quando isto se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porquanto o veremos como ele é” (1Jo 3,2). Veremos como ele é e seremos semelhantes a ele. Que maravilha!  Ali, no final, estará a salvação.

     Ela estará à espera daqueles que fizeram por merecê-la. O que terão feito? Reverenciaram o nome de Jesus através de atitudes de vida. Estes beberão do cálice da felicidade. E os outros? Bem, os outros poderão ter desagradável surpresa.  A humanidade caminha para uma vida eminentemente espiritual. Após a morte, a salvação estará esperando os que tiverem vivido como como ensinou Jesus. Os que seguiram vozes distoantes do que falava o Bom Pastora, estarão dependendo da justiça divina. De qualquer forma, o caminho mais seguro já sabemos.

 Eu diante desta realidade

Pedra angular
11 Esse Jesus, pedra que foi desprezada por vós, edificadores, tornou-se a pedra angular (At 4,11).

Jesus é a pedra angular de minha vida?

Um só rebanho
16 Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor  (Jo 10,16).

Sou ovelha do aprisco do Senhor ou de outro aprisco?

Semelhante a Deus
2 Caríssimos, desde agora somos filhos de Deus, mas não se manifestou ainda o que havemos de ser. Sabemos que, quando isto se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porquanto o veremos como ele é (1Jo 3,2).

Procedo de modo a ser sempre mais semelhante a Deus?

 Minha prece

Senhor Jesus,
A salvação está na reverência existencial, pela vida reta, ao teu nome.
És o pastor que conduz suas ovelhas
Às verdes pastagens do infinito.
Só o teu nome salva.
És o Salvador, mas te crucificamos.
Tinhas o nome diante do qual deveríamos nos prostrar,
Mas gritamos “crucifica-o”.
Perdoa-me, Senhor, e não me julgues
Com base na minha iniquidade,
Mas segundo tua bondade.
Quero ser semelhante a ti e para que possa viver, depois, a vida de ressuscitado
Por toda a eternidade.
Assim seja.